• Redação GRAPE ESG

Ricardo Assumpção, CEO da Grape ESG, integra discussão do 32º Encontro Técnico AESabesp/Fenasan 2021


Mesa com abordou a importância do ESG no saneamento brasileiro.


Por Redação Grape ESG


Ricardo Assumpção, CEO da Grape ESG, foi um dos palestrantes da mesa que discutiu a importância do ESG no saneamento brasileiro, nesta quinta-feira, 16 de setembro, último dia no 32º Encontro Técnico AESabesp/Fenasan 2021, evento promovido pela Associação de Engenheiros da Sabesp - AESabesp.

Os conceitos de ESG (sigla em inglês para “environmental, social and governance”) são, atualmente, componentes fundamentais da moderna administração das empresas, incluindo as de saneamento brasileiras para alinhamento dos interesses de seus acionistas, dirigentes e clientes aos seus objetivos estratégicos.

O debate buscou entender o porquê do interesse atual das empresas brasileiras de saneamento sobre o tema, uma vez que, em razão das transformações que o setor de saneamento brasileiro sofrerá nos próximos anos, será possível às organizações e seus acionistas buscarem investimentos maiores e mais sustentáveis para atendimento de suas demandas contratuais.

A mesa redonda foi coordenada por Reynaldo E. Young Ribeiro, presidente do Conselho Deliberativo da Associação. O moderador foi César Mendes, engenheiro responsável pela operação da área de saneamento da Ecolab Química. Além de Ricardo, ministrou palestra Paula Marcia Sapia Furukawa, superintendente de Meio Ambiente da Sabesp,.

"Esse tema é muito importante, eu realmente acredito que a construção de um ambiente sustentável que garanta uma melhor qualidade de vida para todos passa pela habilidade das empresas em desenvolver e implementar boas práticas sociais, ambientais e de governança", pontuou César Mendes sobre o tema do debate.

Ricardo Assumpção abordou o tema de uma forma mais ampla, destacando fatores que podem influenciar e motivar as empresas a terem um conceito mais voltado para o ESG. “A geração de millennials está muito conectada com os conceitos de ESG e são eles que liderarão as organizações nos próximos anos”, ressaltou.

Paula Márcia falou sobre a gestão ambiental na estratégia de negócio da Sabesp, ações desenvolvidas pela empresa voltada ao ESG e como essas ações contribuem para o crescimento social da empresa.

Reynaldo Young, coordenador do painel, agradeceu e parabenizou os participantes pelas contribuições feitas. "Muito bom o painel, eu diria que um dos melhores que tivemos nos vários anos do encontro técnico”, concluiu Reynaldo Young.

7 visualizações0 comentário